O que há de novo
Bem-vindos ao Avensat

Junte-se a nós agora para obter acesso a todos os nossos recursos. Depois de registrado e logado, você poderá criar tópicos, postar respostas a tópicos existentes, dar reputação a seus colegas, obter seu próprio mensageiro particular e muito mais. Também é rápido e totalmente gratuito, então de que estás á espera?

Menino de 12 anos salva a vida a homem com ataque cardíaco no caminho para a escola

Lordelo

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
1,240
Reaction score
40
Pontos
48
Idade
71



Um menino francês de 12 anos, que ia para a escola, salvou a vida de um homem que teve um ataque cardíaco num autocarro da rede pública de transportes, em Côtes-d'Armor.
O jovem Paul Jullien de Pommerol seguia, esta terça-feira, para mais um dia no colégio Saint-Quay-Portrieux, quando ouviu outro passageiro, um homem de 52 anos, sentado a pouca distância de si, a pedir ajuda.

"Ouvi-o a dizer com muita clareza ‘Estou a ter um ataque cardíaco, chamem os bombeiros. Vi-o pelo canto do olho a fechar os olhos, inclinar-se para a frente e deixar cair a cabeça sobre os braços", relatou o rapaz ao Ouest France.
As crianças e os poucos adultos que seguiam no autocarro não reagiram, paralisados perante o pânico do homem, que pediu ajuda "mais quatro vezes". Paul manteve o sangue frio e agiu imediatamente. Tirou o telemóvel do bolso e ligou para os serviços de emergência. "Descrevi toda a situação, onde estava, as horas a que aconteceu,… Mas pediram-me o nome, data de nascimento e idade dele e isso foi complicado, porque o senhor já não respondia. Foi difícil responder", relata Paul sobre o momento.
A ação do menor foi mais do que suficiente para salvar a vida àquele homem: os bombeiros chegaram ao local num minuto, prestaram socorro ao homem e levaram-no imediatamente ao hospital em Saint-Brieuc.
"A chamada do Paul salvou ávida deste homem. Podia ter piorado rapidamente, nestes casos um minuto faz toda a diferença. Temos que agradecer a este jovem, que soube como agir no momento. Não se limitou a ser uma testemunha da emergência", confirma o chefe dos bombeiros locais, François Ollivier.

IN:CM
 
Topo