O que há de novo
Bem-vindos ao Avensat

Junte-se a nós agora para obter acesso a todos os nossos recursos. Depois de registrado e logado, você poderá criar tópicos, postar respostas a tópicos existentes, dar reputação a seus colegas, obter seu próprio mensageiro particular e muito mais. Também é rápido e totalmente gratuito, então de que estás á espera?

Basket - NBA 2020/21

benfas69

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
4,968
Reaction score
42
Pontos
48
Idade
49


PLAYOFF
Finais de Conferência
Este
Milwaukee-Atlanta, 1-1

Jogo 1 - Milwaukee-Atlanta, 113-116
Jogo 2 - Milwaukee-Atlanta, 125-91
Jogo 3 - Atlanta-Milwaukee
Jogo 4 - Atlanta-Milwaukee
Jogo 5 - Milwaukee-Atlanta
Jogo 6 - Atlanta-Milwaukee*
Jogo 7 - Milwaukee-Atlanta*

Oeste
Phoenix-LA Clippers, 2-1

Jogo 1 - Phoenix-LA Clippers, 120-114
Jogo 2 - Phoenix-LA Clippers, 104-103
Jogo 3 - LA Clippers-Phoenix, 106-92
Jogo 4 - LA Clippers-Phoenix
Jogo 5 - Phoenix-LA Clippers
Jogo 6 - LA Clippers-Phoenix*
Jogo 7 - Phoenix-LA Clippers*

*Se necessário
 

benfas69

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
4,968
Reaction score
42
Pontos
48
Idade
49

PLAYOFF
Finais de Conferência
Este
Milwaukee-Atlanta, 4-2

Jogo 1 - Milwaukee-Atlanta, 113-116
Jogo 2 - Milwaukee-Atlanta, 125-91
Jogo 3 - Atlanta-Milwaukee, 102-113
Jogo 4 - Atlanta-Milwaukee, 110-88
Jogo 5 - Milwaukee-Atlanta, 123-112
Jogo 6 - Atlanta-Milwaukee, 107-118

Oeste
Phoenix-LA Clippers, 4-2

Jogo 1 - Phoenix-LA Clippers, 120-114
Jogo 2 - Phoenix-LA Clippers, 104-103
Jogo 3 - LA Clippers-Phoenix, 106-92
Jogo 4 - LA Clippers-Phoenix, 80-84
Jogo 5 - Phoenix-LA Clippers, 102-116
Jogo 6 - LA Clippers-Phoenix, 103-130
 
Última edição:

benfas69

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
4,968
Reaction score
42
Pontos
48
Idade
49
Suns derrotam Bucks no primeiro duelo da final da NBA



Os Phoenix Suns entraram a ganhar na final dos playoffs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao vencerem em casa os Milwaukee Bucks por 118-105, no primeiro duelo de um confronto à melhor de sete jogos.

Na busca do primeiro cetro, depois de duas finais perdidas, em 1976 e 1993, os Suns já batiam os Bucks (campeões em 1971 e finalistas vencidos em 1974) ao intervalo por 57-49. Giannis Antetokounmpo, que estava em dúvida deviso a uma lesão no joelho sofrida na final de conferência, acabou por ir a jogo pelo conjunto nos Bucks mas não conseguiu evitar o desaire, apesar dos 20 pontos, 17 ressaltos e 4 assistências. Chris Paul (32 pontos, 4 ressaltos e 9 assistências) e Deandre Ayton (22 pontos e 19 ressaltos) foram os destaques dos Suns.

A final da edição 2020/21 da NBA prossegue na madrugada quinta-feira, de novo em Phoenix. Em Milwaukee, o jogo 3 é no domingo e o 4 no dia 14 de julho (quarta-feira). Se necessário, o quinto e o sétimo jogos serão em Phoenix (nos dias 17 e 22), e o sexto em Milwaukee, dia 20.

Record
 

benfas69

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
4,968
Reaction score
42
Pontos
48
Idade
49
Phoenix Suns voltam a bater Milwaukee Bucks e lideram final da NBA



Um coletivo forte, alicerçado em 20 'triplos', superou quinta-feira o brilhante 'monólogo' de Giannis Antetokounmpo e valeu aos Phoenix Suns novo triunfo sobre os Milwaukee Bucks (118-108), no segundo embate da final da Liga norte-americana de basquetebol (NBA). A formação da casa, que se tinha ficado pelos 11 'triplos' no primeiro jogo, num triunfo por 118-105, marcou agora 20, com 50% de acerto, dado que fez toda a diferença, até porque os forasteiros só acertaram nove dos 31 tentados.

Individualmente, Devin Booker foi o jogador em maior destaque nos locais, com 31 pontos - incluindo sete lançamentos longos -, seis assistências e cinco ressaltos, a par de Mikal Bridges, autor de 27 pontos e sete ressaltos.

Mesmo sem ter estado ao nível do primeiro jogo, Chris Paul voltou a ser determinante, com 23 pontos, oito assistências e quatro ressaltos, enquanto Jae Crowder ajudou com 11 pontos e 10 ressaltos e Deandre Ayton, o elemento menos produtivo do 'cinco', acrescentou 10 pontos e 11 ressaltos.

Entre os suplentes, destaque, pela positiva, para os oito pontos de Cameron Johnson e, pela negativa, para a lesão de Torrey Craig, no terceiro período, reduzindo ainda mais a rotação dos Suns, depois da grave lesão de Dario Saric no encontro anterior.

Nos forasteiros, Giannis Antetokounmpo, mesmo com visível desconforto físico, fez uma exibição 'monstruosa', com 42 pontos, com 15 em 22 nos 'tiros' de campo e 11 em 18 nos lances livres, 12 ressaltos e quatro assistências.

O internacional grego destacou-se, sobretudo, no terceiro período, ao marcar 20 pontos, o melhor registo num quarto de uma final desde os 22 de Michael Jordan na de 1993, curiosamente também frente aos Suns (4-2 para os Chicago Bulls).

O problema de Giannis foi que esteve demasiado 'sozinho', se bem que ainda merecem referência positiva os 14 pontos e sete ressaltos do suplente Pat Connaughton.

Por seu lado, Jrue Holiday somou 17 pontos, sete assistências e cinco ressaltos, mas só acertou sete de 21 'tiros' de campo, enquanto Khris Middleton esteve ainda pior, com 11 pontos, oito assistências e seis ressaltos, com cinco em 16 nos lançamentos.

Desta forma, os Milwaukee Bucks voltam para casa a perder por 2-0 e estão, praticamente, obrigados a vencer os dois próximos encontros para ainda terem reais ambições de chegar ao seu segundo título, 50 anos depois. Os Suns nunca foram campeões.

O encontro começou com os forasteiros por cima, a dominar o jogo interior e a chegar a uma vantagem de nove pontos (12-21), só que, à base de 'triplos', os Suns recuperaram e deram a volta (26-24), mas para acabarem o primeiro período a perder (26-29).

No início do segundo quarto, os forasteiros ainda lideraram, por um máximo de quatro pontos (28-32), mas os Suns, agora a procurarem lançamentos mais próximos do cesto, a conseguirem equilibrar (41-41, a 4.52 minutos do intervalo).

Os anfitriões voltaram, porém, aos 'triplos' -- 11 marcados (em 24 tentados) na primeira parte, os mesmos de todo o Jogo 1 (em 34) -- e conseguiram fugir no marcador, 'cavando' um avanço que se cifrava em 11 pontos a meio do jogo (56-45).

No início da segunda metade, os Suns chegaram a 15 pontos à maior (63-48 e 65-50), mas, então, Giannis 'pegou' na equipa e não a deixou cair, com a diferença a cair para cinco (71-66), mas a 'dobrar' para 10 no final do terceiro período (88-78).

Os Bucks ainda voltaram a conseguir aproximar-se, primeiro a cinco (93-88) e, depois, a seis (103-97), sendo que, então, e ainda com cinco minutos para jogar, sofreram cinco pontos após ressaltos ofensivos dos Suns e 'desmoralizaram' em definitivo.

A final da NBA, disputada à melhor de sete jogos, prossegue no domingo, em Milwaukee, que também será palco do Jogo 4, na quarta-feira. Se necessário, o quinto e o sétimo jogos são em Phoenix, em 17 e 22 de julho, e o sexto em Milwaukee, em 20.

Record
 

benfas69

Platina
Staff member
Moderador Avensat
Entrou
Mai 17, 2020
Mensagens
4,968
Reaction score
42
Pontos
48
Idade
49
Bucks campeões da NBA 50 anos depois com Giannis Antetokounmpo imparável



Os Milwaukee Bucks são os novos campeões da NBA, 50 anos depois de terem conquistado o primeiro e único - até esta quarta-feira - título. Esta madrugada, no sexto jogo da final, em Milwaukee, os Bucks derrotaram os Phoenix Suns (105-98) e fecharam a série em 4-2, com uma exibição estrondosa de Giannis Antetokounmpo.

O grego registou 50 pontos, 14 ressaltos e 2 assistências a liderar a equipa treinada por Mike Budenholzer, e foi considerado o jogador mais valioso (MVP) das finais, conquistando o seu primeiro título da NBA aos 26 anos.

No 'ranking' dos campeões, os Bucks juntam-se a Houston Rockets, New York Knicks e Washington Wizards, todos com dois títulos, enquanto os Suns somaram o terceiro desaire em três finais, depois de 1976 e 1993.

Bobby Portis, com 16 pontos, foi também determinante no triunfo dos Bucks, sendo o único suplente que contribuiu com pontos, enquanto Brook Lopez teve também atuação positiva, com 10 pontos e oito ressaltos, enquanto PJ Tucker trouxe defesa, como sempre.

Nos Phoenix Suns, que perderam a terceira final, em outras tantas presenças, repetindo 1976 e 1993, o base Chris Paul, que não tinha estado bem nos jogos 4 e 5, foi o melhor, liderando a equipa com 26 pontos e cinco assistências.

Os melhores aliados de Paul, a disputar a sua primeira final, foram Jae Crowder, com 15 pontos e 13 ressaltos, e os suplentes Cameron Payne, com 10 pontos, em 10.26 minutos, e Frank Kaminsky, com seis pontos, em 10.59.

Pelo contrário, Devin Booker foi uma deceção, ficando-se por 19 pontos, com oito em 22 nos 'tiros' de campo, incluindo um frustrante zero em sete nos 'triplos'. Deandre Ayton, com 12 pontos, e Mikal Bridges, com sete, também tiveram nota negativa.

O jogo começou nervoso, com as duas equipas a falharem muito, mas os Bucks, que já tinham começado menos mal, estabilizaram, e liderados por Giannis (10 pontos), começaram a fugir, fechando o primeiro período já com 13 pontos à maior (29-16).

Cameron Payne conseguiu, porém, manter os Suns 'vivos' e, depois, veio Chris Paul controlar o jogo e, num ápice, com um parcial de 17-4, conseguiram empatar o jogo (33-33), ainda com 5.36 minutos para jogar na primeira metade.

Os forasteiros conseguiram mesmo passar para o comando, chegaram a sete de avanço (40-47) e acabaram com cinco (42-47), valendo aos locais Giannis para a diferença não ser maior.

O grego acabou bem a primeira parte e iniciou ainda melhor a segunda, carregando a equipa com constantes ataques ao cesto, que ou o faziam marcar ou sofrer faltas, desta vez com efetividade da linha de lance livre (12 em 13 ao fim de três períodos).

Os Bucks voltaram ao comando e chegaram a seis pontos à maior (77-71), a 1.55 minutos do final do terceiro período, mas os Suns acabaram melhor, empatando o jogo a 77.

O quarto parcial começou equilibrado (79-79 e 82-82), mas, com Giannis intratável, os anfitriões voltaram ao comando do marcador, que, depois de um 94-90 a 4.55 minutos do fim, começou a inclinar-se mais (98-90 e 100-92).

Os Suns ainda se colocaram a quatro pontos (100-96), mas quatro pontos consecutivos (um lançamento de campo e dois lances livres) de Khris Middleton (104-96) sentenciaram, a 44,6 segundos do fim, intercalados por mais um 'triplo' falhado por Booker.

A festa instalou-se no Fiserv Fórum, dentro, com 17.397 espetadores, e fora, com ainda mais em redor do pavilhão, com o resultado a ser fixado em 105-98 a 9,8 segundos do fim, com o simbólico ponto 50 de Giannis, a grande estrela da final.

Record
 
Topo